Apresentação poética ‘Xapiri-Curuocangô’ integra programação cultural no Sesc Araxá

Apresentação será aberta para o público geral, sendo a entrada 1 kg de alimento não perecível.

Apresentação poética ‘Xapiri-Curuocangô’ integra programação cultural no Sesc Araxá
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

O Sesc Amapá promove a apresentação da suíte sonora ‘Xapiri-Curuocangô’, com o Grupo de Poesia Tatamirô,  no dia 01 de novembro, às 19h,  no salão de eventos do Sesc Araxá. Promovendo ações de capacitações que visam contribuir para o fomento à produção local e nacional, além de facilitar acesso a produções literárias por meio das inovações propostas por cada momento, sendo estes apresentados, nos encontros com os artistas ou por meio das oficinas com os profissionais da linguagem literária.

A suíte ‘Xapiri-Curuocangô’ é uma performance poética do Tatamirô Grupo de Poesia, fruto de três anos de estudos dos cantos, rituais de etnias indígenas da Amazônia e da leitura interminente do livro "A queda do céu" do xamã yanomami Davi Kopenawa e do antropólogo franco-marroquino Bruce Albert, que culminaram em Poesia Sonora.

A apresentação da Suíte compõe o duo: palestra e espetáculo. Desta forma, o grupo acredita estar contribuindo para a divulgação das sonoridades de povos tradicionais, possibilitando, também, o contato com outras sonoridades (poesia sonora); levando o público ao experimento transcultural por intermédio da Literatura.

                                       

SOBRE O GRUPO TATAMIRÔ

O Tatamirô Grupo de Poesia, grupo macapaense, que atua há dez anos fomentando a leitura com ações voltadas para as artes em âmbito geral—destacando a Poesia—, tem se dedicado a difundir a Poesia Sonora com palestras, oficinas e apresentações no Amapá e outros Estados. Dentre elas, a suíte sonora "Xapiri-Curuocangô", poesia sonora resultante de três anos de pesquisa dos sons, cantos, rituais de etnias indígenas da Amazônia e da leitura do livro "A queda do céu" do xamã Davi Kopenawa e do antropólogo Bruce Albert.

Adriana Abreu - 46 anos, é amapaense, professora de Literatura e Língua Portuguesa, arte-educadora, contadora de histórias, declamadora, coautora do livro "Macapá - a Capital do Meio do Mundo", publicado pela Ed. Cortez, São Paulo/2008. É integrante do Tatamirô Grupo de Poesia e do Pium Filmes - Movimento do Cinema Possível em Macapá.                                               

Herbert Emanuel - 56 anos, é amapaense, poeta e professor de filosofia, com vários livros de poemas publicados, com traduções para o castelhano e catalão. Apresenta-se também como poeta performático, com poesia sonora, em vários encontros de literatura e poesia no Brasil. É integrante do Tatamirô Grupo de Poesia e do Pium Filmes - Movimento do Cinema Possível em Macapá.

Paulo Rocha - 33 anos, é paraense, formado no Curso de Letras com Habilitação em Língua Francesa (UEAP) com atuação efetiva na rede pública de ensino amapaense e no setor administrativo da Fundação Municipal de Cultura de Macapá para a gerência de programas e políticas do setor cultural. É fotógrafo, produtor e diretor de arte com experiência em multilinguagens artísticas e que durante os anos de 2011 e 2015 participou do Grupo Eureca Educação Arte e Cultura. Atualmente, integra o Movimento de Contadores de Histórias no Amapá, a Cia. Supernova de Teatro Experimental, o Coletivo de Artistas, Produtores e Técnicos em Teatro do Estado do Amapá (CAPTTA) e o Tatamirô Grupo de Poesia.

Informações: SESC Araxá, Setor de Cultura - Rua Jovino Dinoá, 4311 – Beirol - Tel. 3241-4440, Ramal 239.

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp